[wpdts-date-time]

[spt-posts-ticker]

Reforma trabalhista promovida por Gustavo Petro rejeitada no Congresso

Reforma trabalhista promovida por Gustavo Petro rejeitada no Congresso

20 de junho de 2023

 

Um projeto de reforma trabalhista, uma das bandeiras do governo do presidente colombiano Gustavo Petro, fracassou na terça-feira no Congresso por falta de quorum em uma comissão legislativa.

O projeto rejeitado buscava melhorar as condições dos trabalhadores por meio do pagamento de adicional noturno a partir das 18 horas, aumento da remuneração do trabalho aos domingos e feriados e aumento da indenização por demissão sem justa causa.

O presidente lamentou, dizendo em sua conta no Twitter que “é muito grave” e que “mostra que o desejo de paz e de pacto social não existe no poder econômico”.

“Os donos do capital e da mídia conseguiram cooptar o Congresso contra a dignidade do povo trabalhador”, acrescentou.

A reforma trabalhista é a primeira reforma social do governo que cai. Duas outras propostas para o sistema de saúde e pensões avançam em tramitação no Legislativo colombiano.

O governo pode apresentar a reforma trabalhista nas sessões extras que Petro anunciou que serão convocadas, ou na próxima legislatura, que começa em 20 de julho.

Fontes[editar | editar código-fonte]
 

Reforma trabalhista promovida por Gustavo Petro rejeitada no Congresso


@zipcms | Social Content


Publicado

em

por

Tags: